terça-feira, 2 de outubro de 2012

Classe média sofre quando...

Ponto de encontro da categoria
Aproveitando que até a presidenta Dilma agora quer que viremos um país de classe média, segue uma lista de coisas que fazem esse estrato social reclamar nas redes sociais e na vida. Portanto, classe média sofre quando...

A novela fica chata.
As babás cobram um "absurdo" para continuarem sendo babás.
Não acha empregada para dormir no serviço.
Não consegue comer a galinhada do Alex Atala na virada cultural.
O Guia da Folha fala daquele lugar que só você conhecia.
O governo resolve sobretaxar o vinho importado.
O ônibus tem pista exclusiva para circular e ultrapassar os carros.
O transporte público chega mais rápido ao mesmo destino.
O engarrafamento bate recorde.
O metrô chega a Ipanema/Higienópolis.
Imagina na Copa.
A TAM ameaça deixar a Star Alliance.
Acaba a luz durante o dia a desajusta o relógio do seu microondas.
Faltam porteiros.
O aeroporto está lotado.
O vizinho ouve música alta.
O site da companhia aérea dá problema.
O voo atrasa.
A novela favorita acaba.
Caminhoneiros fazem greve.
A atendente de telemarketing desliga o telefone na cara.
O cartão bloqueia sua compra por considerá-la fora do seu perfil sem avisar antes.
O jogo, ou a luta, não é transmitido(a) ao vivo fora do pay-per-view.
O plano de saúde demora para pagar o reembolso integral.
O plano de saúde não paga reembolso integral.
A diarista desmarca na véspera.
Acorda com barulho de helicóptero.
Motoboys param a marginal.
O pedreiro atrasa a obra.
Um carro para perto da sua casa com o som alto.
Torcedores do Corinthians explodem fogos de artifício.
A diarista não pode antecipar a data para o dia seguinte.
O motoboy que ela criou (para entregar pizza e documentos em meio a este engarrafamento que ela proporcionou com seus carros para só uma pessoa) quebra o seu retrovisor.
O restaurante preferido fecha cedo.
O site de venda de ingressos cai.
A entrega da pizza demora.
O fila do restaurante demora.
Com o sinal do Blackberry.
Quando o táxi é Santana (no Rio) ou Corsa (em SP).
A empregada come o queijo importado.
A galera do Orkut invade o Facebook.
O ingresso não adquirido vem na fatura do cartão de crédito.
A empresa que vende os ingressos cobra taxa de "conveniência".
O show atrasa para começar.
Um novo estilo musical brasileiro faz sucesso.
A fila no Pão de Açúcar está enorme.
A Xuxa fala que sofreu abuso sexual.
O táxi não para no exato lugar solicitado.
A TV transmite filme dublado.
Tem que fazer compras no supermercado.
A sua série favorita passa a ser dublada.
A galera do Android passa a usar o Instagram.
Não passa o filme em 3D perto de casa.
Não passa animação legendada no cinema.
O governo reclassifica as faixas para "classe média".
Faz um post num blog para falar sobre isso.

Outros posts sociológicos:
Tipos de Espectador
Tipos de Passageiros
Irrite um rico
Manifesto sobre a Pobreza
Ensaio sobre a Obesidade
Outros motivos para a classe média sofrer:
Saudade da época em que as empresas...
Coisas das quais ainda vamos rir. Muito
Viver a especulação imobiliária é...
Conselhos do Tio Vader
Operadoras de telefonia celular conseguem, enfim, implementar bug do milênio com 9º dígito em SP
Glossário do Caos Aéreo (ou "Desde que Muprhy virou controlador de voo")
Pay Per Not View: Dicas para não saber do BBB
Glossário da Bolha Imobiliária Brasileira

2 comentários:

  1. "O restaurante preferido fecha cedo." Ai como eu sofro...rs ..Jorge adoro seus pots!!

    ResponderExcluir